A eleição do próximo Presidente da República foi marcada para o dia 24 de Janeiro de 2021. No estrangeiro, o direito de voto é exercido presencialmente, nas assembleias de voto constituídas junto dos postos consulares, durante os dias 23 e 24 de Janeiro de 2021 para os cidadãos portugueses residentes no estrangeiro e recenseados na Comissão Recenseadora (CR) da sua área de residência (morada constante do Cartão de Cidadão).

O voto antecipado dos cidadãos recenseados em território nacional, mas deslocados temporariamente no estrangeiro poderá ser exercido entre o 12.º e o 10.º dias anteriores ao dia da eleição nos postos consulares definidos pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e que estão publicitados na página da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

O voto antecipado poderá ser exercido entre os dias 12 a 14 de Janeiro de 2021, desde que aqueles cidadãos se encontrem nas seguintes condições: a)  Quando deslocados no estrangeiro, por inerência do exercício de funções públicas; b)  Quando deslocados no estrangeiro, por inerência do exercício de funções privadas; c)  Quando deslocados no estrangeiro em representação oficial de seleção nacional, organizada por federação desportiva dotada de estatuto de utilidade pública desportiva; d)  Enquanto estudantes, investigadores, docentes e bolseiros de investigação deslocados no estrangeiro em instituições de ensino superior, unidades de investigação ou equiparadas reconhecidas pelo ministério competente; e)  Doentes em tratamento no estrangeiro; f)  Que vivam ou que acompanhem os eleitores mencionados nas alíneas anteriores.

Para mais informações sugere-se a consulta das páginas dos Consulados Gerais em Benguela e Luanda

 

  • Partilhe